Mãe e empreendedora? Você consegue!

Já passou um tempo desde que seu bebê nasceu e você não aguenta mais ser SÓ mãe. Como se isso fosse pouco! Eu sei que não é, mas é limitante, você é cheia de ideias e adora colocá-las em prática.
Primeiro não se sinta culpada, você não é a única que não nasceu para ser dona de casa, mas conforme-se, você não é rica, não tem empregada e precisa manter as coisas em ordem para que o caos não se instale de vez em sua vida.
Respire, seja forte e mantenha o foco, você é capaz! Esqueça frases do tipo “Enquanto uns dormem, outros estudam”, elas são para pessoas jovens e sem filhos. Não tente ajustar a sua time line à de um profissional sem filhos, não vai dar certo. Seu tempo é proporcional às suas idas ao supermercado, às trocas de fralda e a casa (mais ou menos) organizada.
Se você entrar nesse jogo vai ficar tão cansada que acabará ficando doente, ou então, sua família irá ficar tão em segundo plano que você acabará desistindo.
Não, eu não estou te desmotivando, eu quero que você entenda que empreender tem a ver com paixão e não com falta de responsabilidade.  É coisa para os fortes! E quem é mais forte do que uma mãe motivada? E ser uma mãe empreendedora vai te exigir muito mais habilidade e paixão do qualquer outra atividade, porque você precisar se ajustar à outras pessoas (sua família) e à outra vida (sua casa).
Se você quer mesmo partir para esta aventura, você precisará manter o foco no seu objetivo do começo ao fim, mas sem prejudicar sua vida, sua saúde, ou a vida das pessoas que você ama. E para manter o foco, o segredo é ter disciplina. E disciplina é hábito. E hábito a gente adquire com uma rotina positiva que te aperfeiçoe e te traga produtividade.
Organize seu tempo e divida seu dia em três partes: uma só para cuidar da casa e , outra só para sua empresa e outra para você e sua família. Faça o tempo adequar-se à sua rotina.
  1. Seja autocrítica e não vítima: dê o seu melhor durante o tempo que você determinou para empreender. Se você estipulou a tarde para trabalhar, trabalhe! Nada de fazer as unhas ou ir ao supermercado. Faça isso quando seu marido chegar e puder ficar um pouco com as crianças. Sim ele pode e você precisa!
  2. Organize sua mente: crie planos de ação e cumpra-os à risca, mas não misture as estações. Faça quadros de tarefas diferentes para a sua casa e para a sua empresa.
  3. Por fim, tenha sede de conhecimento: leia livros, siga pessoas de sucesso, assista palestras. Quanto mais você aprender, mais saberá que você não sabia de nada.
E quando a vontade de desistir bater na sua porta, olhe para trás e veja tudo o que você já conquistou. Inspire-se em você mesma, apaixone-se novamente pelo seu projeto, tome impulso e continue! Afinal, o mais difícil você já fez: começou!

Mae-e-Empreendedora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *